Entrevista com o arquiteto Jayme Lago Mestieri

Formado pela Universidade de São Paulo (USP) e ex-aluno de Paulo Mendes da Rocha , Jayme Lago Mestieri é uma das principais referências da #arquiteturabrasileira atual. Responsável pelo #planejamento de inúmeros shopping centers e espaços de grande fluxo, como o megaempreendimento #trimaisplace (#tesslerengenharia) e o #smartoutlet (#ironcapital), ambos em parceria com a CLA, fala hoje à coluna Diálogos com Rio sobre seu trabalho.


CLA: Bem, se você tivesse que criar um ranking de todos os seus projetos (#foodservice, #shoppingcenter, #residências, #metrô, #varejo, #hospitality e #ensino ) quais seriam seus três favoritos, e por quê?


Mestieri: Eu realmente acho muito difícil. Me envolvo pelas histórias que eu vivi durante o processo de criação de cada um. Eu não tenho uma preferência por conta do tamanho ou das publicações ou das repercussões. Mas de uma forma geral eu gosto muito de um projeto de grande escala e grande fluxo que acaba mudando uma comunidade, ou acaba se envolvendo com muitas pessoas.

Quando eu consigo alterar o comportamento ou a vida do maior número de pessoas através dos desenhos é onde encontro maior satisfação.


CLA: Como descreveria seu estilo arquitetônico?


Mestrieri: Eu quero ser um facilitador para a vida no dia a dia. Eu não quero ostentar, mas que a arquitetura seja notada lembrada positivamente. Quero converter o hábito das pessoas de uma maneira positiva. Também procurar fazer com que todos repensem e questionem conceitos e posições estabelecidas. Afinal, essa é uma importante posição que a arquitetura pode oferecer no espaço público.


CLA: Em plena pandemia, você e Cynthia Araújo projetaram o Trimais. Qual foi o desafio especial desse projeto?


Mestieri: É um projeto muito atual. Eu digo isto pelo seu caráter de múltiplo uso.

Nesses novos tempos nós temos tido muito a necessidade e a demanda do mercado em gerar produtos de múltiplo uso que se combinem, para garantir um investimento sólido com diversas unidades de negócio que se combinam e se alimentam entre si.

Nós temos portanto diversos usuários em diversos momentos que precisam ser orientados e direcionados dentro deste grande complexo.

Oferecer os melhores caminhos e fluidez para toda essa população neste grande espaço de 130.000,00 m² é um grande desafio que foi muito bem cumprido por nós.


CLA: Como arquiteto, em que você tem que prestar atenção em especial ao planejar um restaurante?


Mestrieri: Além de grandes obras, nós também desenvolvemos muitas operações de alimentação para os diversos setores da cadeia. Cada restaurante vai ser desenvolvido em cima de um dna, em #storytelling.

Essa matriz que vai gerar a sustentação para arquitetura, comunicação visual, cozinha e tudo mais.

Essa história, essa matriz deve ser seguida. Ela é que vai dar a união entre todos os seus profissionais envolvidos.


CLA: Na sua opinião, quais são as tendências arquitetônicas atuais que não há como contornar?


Mestieri: A assinatura de nosso escritório em nossos cartões de publicações sempre termina com arquitetura e desenho.

Colocamos o desenho como significado de que para nós o mais importante era termos uma personalidade gerada pelo desenho, não por acabamentos ou por outras pirotecnias.

A criatividade sempre será nosso instrumento principal, ainda mais quando temos que observar custos, limitações de acabamento dependendo das regiões do Brasil e também em alguns casos limitações no canteiro de obras e na mão-de-obra.

Siga-nos
  • Pinterest - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
Recentes
Outros posts